ARTISTAS RJ

voltar

Rafael Alfredo Moreira Dias

 


 
 

 

Fotografia - Flávia Correia

Talvez seja o mais significante artista do Espaço Aberto ao Tempo. Ele tinha uma explicação para vida belíssima/complexa que seria uma reflexão sobre Deus e homem. Proporcionamos a ele escrever suas teorias em pequenos livros. Da explosão inicial que originou o mundo, cada homem herdaria um átomo. Esse é o início de suas teorias que é uma concepção original da gestação e do nascimento, assim como da nossa relação com a natureza e com Deus. Excelente pintor, Rafael tinha um domínio da criação de imagens muito semelhante ao abstracionismo americano. Ele não lidava com a forma, mas sim com as formações de imagens. Atirava tintas sobre as telas e descobria a plasticidade na fronteira entre o acaso e a intenção. Mas a esse gesto, ele acrescentava algo que o diferenciava: usava materiais/tintas de matérias diferentes (óleo queimado com guache) de forma que elas se fundiam em velocidades distintas ou se isolavam um das outras. Havia uma liberação de emergia na tela que não era do domínio do gesto do pintor, mas sim, da própria matéria. Cada centímetro de suas telas tinha texturas diferentes. Sua pintura estava de acordo com suas explicações sobre a vida de vida.

texto cedido pelo Espaço Aberto ao Tempo